Enem 2020: Datas, inscrições e o que estudar

A prova do Enem 2020 será aplicada em duas datas. Confira as novidades!

Por
Publicado em 02/01/2020 (atualizado em 18/01/2020)

Quem está pensando em fazer o Enem 2020 já pode começar a se preparar. Apesar de ainda estarmos em 2019, já é possível começar a estudar e a se programar para as possíveis datas do Exame.

Além disso, as mudanças anunciadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) são as grandes novidades para a próxima edição. É importante saber quais são para não ter surpresas e poder se programar direito.

Quer saber quais as novidades o Enem 2020 vai trazer e o que estudar? Acompanhe este texto e descubra!

Enem 2020

Enem 2020: Datas, inscrições e o que estudar

Como foi dito no início do texto, o Enem 2020 traz diversas mudanças. Em coletiva de imprensa realizada no dia 3 de julho, o Ministério da Educação anunciou uma série de alterações no Enem, dentre elas a implementação da uma versão digital do exame. 

Trata-se de um projeto piloto que será aplicado para, no máximo, 50 mil participante. Neste piloto, a prova será via computador e só será aplicada em algumas capitais brasileiras. Neste caso, os candidatos escolhem na inscrição se querem fazer a prova impressa ou digital. 

A intenção é que a partir de 2026 o Enem passe a ser aplicado apenas na versão digital. Após 2020, a prova digital será aplicada duas vezes e aumentará gradativamente até que a transição da versão impressa para a digital seja completada.

Segundo o MEC, o objetivo da mudança é a redução de custos com impressão. O Ministro da Educação informou que alguns países já utilização provas eletrônicas e os resultados são animadores. 

Outra mudança anunciada é a aplicação de mais de um exame por ano. Com a prova digital, o cronograma previsto de realização da prova é:

  • 2020 – aplicação da prova impressa e digital como projeto piloto;
  • 2021 – tuas edições do Enem, sendo duas digitais e uma tradicional, ou seja, impressa;
  • De 2022 a 2025 – haverá um aumento gradativo na aplicação da prova digital, até que sejam aplicadas quatro provas digital em um ano e uma prova tradicional.
  • 2026 – aplicação apenas do Enem Digital, marcando o fim do Enem tradicional.

De acordo com o MEC o Enem Digital será opcional até 2025. 

Quanto ao formato das provas, não haverá alterações. As questões serão diferentes, apesar de continuar com o mesmo nível de dificuldade, já que a correção continuará com o mesmo sistema (TRI – Teoria de Resposta ao Item). O exame continuará com as mesmas áreas de conhecimento, ou seja, Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática, Linguagens e Códigos e Redação.

Entretanto, a ideia é alterar gradativamente o exame, de modo que serão adotados os itinerários formativos. Isso quer dizer que as provas serão elaboradas de acordo com a carreira que o estudante quer seguir. De acordo com o Ministro da Educação, essa personalização tem o objetivo de elaborar as provas de acordo com o novo Ensino Médio. 

Datas de Inscrição

As inscrições do Enem 2020 ainda não têm data definida, mas de acordo com a edição passada, devem iniciar em meados de Maio de 2020. Assim como no ano anterior, a solicitação da isenção da taxa deve ser feita antes da data das inscrições, ou seja, em Abril. Lembrando que essa isenção é apenas para os estudantes de baixa renda. O valor ainda não foi divulgado.

Com base no edital passado, o possível cronograma para o Enem 2020 é:

  • Período para pedido de isenção: Abril de 2020;
  • Período de inscrição: Maio de 2020;
  • Aplicação das provas digitais: 11 e 18 de outubro de 2020;
  • Aplicação das provas tradicionais: 1 e 8 de novembro de 2020;
  • Resultado: Janeiro de 2021.

Como foi dito, essa é uma previsão. Com exceção das datas das provas digitais e tradicionais, que já estão confirmadas. 

Enem 2020: o que estudar?

Após as mudanças anunciadas pelo MEC, é possível que o Enem 2020 seja o último que seguirá a Matriz de Referência do Enem, utilizada em todas as edições até então. Como mencionado anteriormente, a intenção é utilizar as regras para o novo Ensino Médio. 

Mas, enquanto a Matriz de Referência do Enem ainda é utilizada como orientação de estudo, é preciso organização, já que ela é bastante extensa. A seguir, veja nossas dicas sobre o que estudar para o Enem 2020 e sair na frente. 

Além de saber os temas que mais caem no Enem, é importante também utilizar várias formas de estudo. Você pode estudar através de vídeos no Youtube, resolver as provas anteriores do Enem, resolver simulados e exercícios e praticar muito os possíveis temas de redação. Quanto mais diversidade no estudo, maiores as chances de aprender o conteúdo. 

A seguir, veja nossas dicas do que estudar para o Enem 2020:

1. Ciências Humanas e suas Tecnologias

Esta área de conhecimento compreende as seguintes disciplinas: História, Geografia, Filosofia e Sociologia. 

Para a área de História você deve focar nos assuntos: 

  • Segunda Guerra Mundial;
  • Período do Reinado;
  • Era Vargas;
  • Período pós-regime militar;
  • República Velha. 

Para Geografia não deixe de estudar sobre:

  • Questões Ambientais;
  • Urbanização; 
  • Globalização;
  • Clima;
  • Cartografia.

Sociologia e Filosofia também não pode ficar de fora. Os assuntos que você não pode deixar de estudar são: 

  • Racionalismo moderno;
  • Escola helenística;
  • Escola de Frankfurt;
  • Escola de Platão e Sócrates;
  • Filosofia contemporânea;
  • Sociologia contemporânea;
  • Economia e Sociedade;
  • Capitalismo;
  • Cultura e Educação;
  • Capitalismo.

2. Matemática e suas Tecnologias

Para muitos estudantes, Matemática é a matéria mais temida. Mas, com nossas dicas é possível se antecipar e estudar. Os assuntos que mais caem são esses:

  • Funções; 
  • Noções de estatística;
  • Problemas do 1º e 2º graus;
  • Matemática Financeira;
  • Porcentagem;
  • Médias;
  • Grandezas Proporcionais.

3. Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Nesta área de conhecimento as disciplinas que são avaliadas são: Biologia, Física e Química. 

Para estudar Biologia, foque nos seguintes assuntos:

  • Ecossistema;
  • Genética;
  • RNA e DNA;
  • Ecologia;
  • Sistema imunológico.

Para Química, os assuntos mais recorrentes são:

  • Reações e compostos orgânicos;
  • Estequiometria;
  • Ligações químicas;
  • Força;
  • Polaridades;
  • Leis ponderais.

E por fim, para Física, estude:

  • Calorimetria;
  • Acústica;
  • Resistores;
  • Potência, energia e trabalho;
  • Quantidade de movimento;
  • Impulso.

4. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Nesta área de conhecimento, o candidato deverá resolver questões das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa e Literatura, Educação Física, Interpretação de Textos e Arte.

Para Língua Portuguesa e Literatura e também Interpretação e textos, foque nos assuntos a seguir:

  • Classe de palavras;
  • Verbo;
  • Pontuação;
  • Formação e estrutura das palavras;
  • Textualidade;
  • Tipos de textos;
  • Narrativa;
  • Funções de linguagem;
  • Análise da pessoa, tempo e espaço;
  • Tendências contemporâneas.

Para fazer as questões de Arte e Educação Física, estude principalmente:

  • Elementos básicos das Artes Plásticas;
  • Arte contemporânea;
  • Arte nos séculos XV e XVI;
  • Elementos básicos de música;
  •  Música no século XX;
  • Influência da mídia no corpo;
  • Esporte e espetáculo.

É importante destacar que para fazer a prova do Enem 2020 você deve considerar todo o cronograma disponibilizado no Edital. Inclusive, pode utilizar o edital da edição passada como referência. Entretanto, os temas que citamos devem receber especial atenção, visto que são os mais cobrados em diversas edições.

Agora que você já sabe o que mudou no Enem 2020, a previsão de data de inscrição e o que estudar, comece agora mesmo seus estudos e aumente suas chances de aprovação. 

Para ajudar nesta empreitada, comece conferindo nosso artigo sobre Figuras de Linguagem no Enem e saia na frente!

Comente