Fake News e seus impactos na sociedade brasileira

O tema Fake News é um dos possíveis assuntos que podem ser abordados na prova redação do Enem deste ano. Confira!

Com o advento e evolução da comunicação via internet, a circulação de notícias aumentou bastante. No entanto, nem sempre essas informações são verdadeiras, já que não  há fiscalização e, quando há, ela é falha.

O nome que se dá às notícias falsas veiculadas na internet é Fake News. Devido à sua grande abrangência e ao crescente número de casos atualmente, o tema se tornou um candidato em potencial para a redação do Enem.

Por isso, trouxemos essa temática para ajudá-lo a adquirir conhecimento sobre o assunto. Dessa forma, você poderá argumentar e propor intervenções para o problema, construindo uma boa redação. Confira!

Entenda por que as Fake News são tão perigosas

Fake news são notícias e informações falsas  — ou modificadas — veiculadas na internet com o propósito de manipular pessoas e eventos. Elas também estão ligadas ao sensacionalismo, que visa chamar a atenção e obter “likes” para gerar lucro.

Segundo pesquisa do Instituto Reuters para o estudo do Jornalismo, as redes sociais são a maior fonte de notícias para os brasileiros. E isso só aumenta, já que o percentual de pessoas que usam as redes sociais como fonte de notícias foi de 47% em 2013 para 72% em 2016.

Isso mostra que a repercussão de uma notícia falsa pode atingir inúmeras pessoas em poucos minutos e acarretar prejuízos morais e até mesmo financeiros.

Algumas pessoas acreditam que as Fake News prejudicam apenas pessoas públicas, mas isso não é uma regra.É o caso de uma mulher em São Paulo que foi espancada até a morte depois acusada de sequestrar e matar crianças para fazer magia negra. Os boatos associavam seu nome e imagem ao crime e só após sua morte a verdade apareceu.

Outra situação envolvendo Fake News foi a da vereadora Marielle Franco, que teve seu nome vinculado a mentiras com o intuito de desqualificar sua imagem. Uma das notícias foi a de que ela seria casada com um traficante e eleita por uma das maiores facções criminosas do país, o Comando Vermelho. Contudo, tais informações eram inverídicas!

Fonte: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2018/03/ceticismo-politico-fake-news-marielle.html

Infelizmente casos como esse são comuns hoje em dia e pedem intervenções do poder público e uma conscientização social.

Tema de Redação: Fake News e seus impactos na sociedade brasileira

Para se sair bem na redação cujo tema são as Fake News e seus impactos sociais, é importante conhecer as estatísticas sobre o assunto e os prejuízos que a veiculação de notícias falsas acarretam para a sociedade de um modo geral.

Dizer o que são Fake News não deve ser a ideia central da redação e sim como elas podem impactar a vida das pessoas. Para isso, é preciso ter conhecimento de casos recentes e suas consequências.

Além disso, é importante colocar o assunto como problema social que merece atenção e conscientização. Por fim, o candidato deve apresentar soluções para o problema por meio de ações que auxiliem a população a identificar essas notícias e a rejeitá-las em vez de propagá-las.

A seguir, confira algumas estatísticas que podem ajudar na construção da redação:

  • Um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), apontou que as notícias falsas se espalham 70% mais rápido que as verdadeiras; (Fonte)
  • Segundo levantamento feito pela Psafe DFNDR — aplicativo de segurança para Android —, 8,8 milhões de brasileiros foram impactados com Fake News em três meses; (Fonte)
  • De acordo com o laboratório de segurança da DFNDR, 95,7% das notícias falsas foram disseminadas pelo Whatsapp. (Fonte)

Proposta de intervenções e soluções

O tema é complexo e requer soluções não só do poder público, mas também de cada pessoa que se depara todos os dias com milhões de notícias, principalmente nas redes sociais. É preciso um trabalho abrangente de conscientização social para que as Fake News sejam barradas e não veiculadas.

É preciso um esforço para detectá-las e combatê-las e isso não é impossível. Há cuidados simples que podem ajudar a mudar esse cenário. Uma delas é verificar a fonte das notícias e não repassar sem a mínima análise. Veja algumas dicas no infográfico abaixo:

Isso é educação digital e deve ser usada para fortalecer a liberdade de expressão e o uso da internet de forma democrática.

Por fim, é preciso a criação de políticas públicas de conscientização em massa e de leis para penalizar os responsáveis pela criação de Fake News. Inclusive, há um projeto de lei ( que, dentre outras coisas, visa tipificar como crime a divulgação ou compartilhamento de informação falsa — ou incompleta — na internet.

Gostou do tema de redação? Deixe um comentário abaixo e nos divulgue nas redes sociais!

Leave a Reply