Novo Fies terá 3 modalidades; Veja detalhes

O Ministério da Educação (MEC) anunciou na manhã desta quinta-feira, por meio de uma coletiva de imprensa, o Novo Fies. As novas mudanças serão válidas á partir de 2018. Confira!

A coletiva de imprensa que anunciou a reformulação do Financiamento Estudantil (Fies), contou com a presença do Ministro da Educação, Mendonça Filho e do Presidente da República, Michel Temer. Entre as mudanças mais significativas anunciadas pelo Governo, está a divisão do financiamento em três modalidade de contrato e a oferta 100 mil vagas a juros zero para estudantes com renda familiar per capta de até 3 salários mínimos.

A justificativa para as mudanças no programa de crédito estudantil, segundo o governo, é o alto índice de inadimplência. O Ministro da Educação afirmou que com as mudanças irá trazer mais garantia para o governo. As regras incluem a divisão da responsabilidade fiscal com as instituições de ensino e com os bancos.

O Novo Fies

Conheça os três tipos de contrato que serão oferecidos pelo Fies:

Fies 1

  • PÚBLICO: Alunos com renda per capita familiar de 3 salários mínimos. Vai funcionar como um fundo garantidor de recursos da União.
  • TAXA DE JUROS: Juros Zero.
  • PAGAMENTO: Pelas regras, o aluno vai começar a pagar as prestações com parcelas de no máximo 10% da renda mensal.
  • VAGAS EM 2018: 100 mil vagas.

Fies 2

  • PÚBLICO: alunos com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos. Voltado para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.
  • TAXA DE JUROS: A taxa de juros é de 3%, mais correção monetária.
  • PAGAMENTO: O aluno vai começar a pagar as prestações com parcelas de no máximo 10% da renda mensal.
  • VAGAS 2018: Serão ofertadas 150 mil vagas.

Fies 3

  • PÚBLICO: Voltado para estudantes com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos.
  • TAXA DE JUROS: Ainda não há previsão. “Não tem definição prévia sobre a taxa de juros, será maior que 3%, mas menor que as taxas bancárias privadas”, disse o ministro da educação.
  • PAGAMENTO: A fonte de recursos será o BNDES e fundos regionais de desenvolvimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O risco de crédito também será dos bancos, diz o MEC. Por isso, as regras do pagamento serão definidas juntamente com os bancos.
  • VAGAS em 2018: A previsão é de ofertar 60 mil vagas.

FIES 2/2017

De acordo o Governo, as regras do Novo Fies só entrarão em vigor á partir do primeiro semestre de 2018. Sendo assim, o processo de seleção do Fies 2/2017 ainda irá funcionar com as regras antigas. As datas para o segundo-semestre serão divulgadas nesta sexta-feira, 07 de julho, no Diário Oficial da União (DOU).

Como é hoje

Atualmente, para o aluno conseguir o Fies é necessário ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e obtido nota média acima de 450 pontos, além de não ter zerado a redação. Também é preciso ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até 3 salários mínimos.

Após concluir o curso, o estudante tem um prazo de carência de até 18 meses para começar a pagar a dívida. A taxa de juros é de 6,5% ao ano, sendo que o estudante tem um prazo de até  três vezes o tempo financiado, isto é, por exemplo, e o estudante fez um curso de quatro anos com o Fies, ele terá até 12 anos para pagar o financiamento.

Já no primeiro semestre deste ano, o MEC anunciou a alteração do valor máximo da mensalidade passível de financiamento. Ates era possível financiar até R$ 7.600,00 de mensalidade, agora o teto é de R$ 5.000,00. Essa mudança afetou principalmente os estudantes dos cursos de Medicina e Odontologia.

Um Comentário

  1. matheus Reply

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *