Redação Enem: 5 formas de fazer uma introdução

Está com dificuldades em fazer uma introdução na sua Redação Enem? Veja 5 dicas que irão te ajudar a escrever textos sobre os mais variados temas propostos pela prova.

O texto dissertativo-argumentativo é modelo de escrita exigido na Redação do Enem. Por esse motivo, ele deve ser bastante praticado.

Sabe-se que seu formato é composto por introdução, desenvolvimento e conclusão. Mas hoje, vamos aprender como fazer uma introdução na Redação Enem nota mil

Neste post, você vai conhecer 5 maneiras de introduzir um texto, de modo que ele fique claro e impossível de não ser lido. Depois de ler este texto, você não ficará mais preocupado na hora de começar sua redação. Confira!

O que é uma Introdução na Redação Enem?


A introdução é espaço do texto em que você apresenta as ideias principais do texto. Ela é tão importante que pode fazer com que o leitor continue ou pare a leitura. Por isso, ela deve ser clara, direta e chamar a atenção de quem está lendo.

Mas atenção: você não deve mostrar todas as ideias do texto na introdução, apenas introduzi-las. Do contrário, a redação não ficará claro e poderá perder pontos importantes, impactando negativamente sua nota.

A seguir, veja 5 maneiras de fazer uma introdução na Redação do Enem de acordo com os critérios de correção do exame.

Quais as 5 maneiras de fazer uma introdução?

1. Narração

Ao contrário do que você pode pensar, não se trata de um texto narrativo. Trata-se de utilizar a narração para iniciar uma redação dissertativa-argumentativa. Neste caso, você vai narrar um fato que representar a problematização proposta pelo tema.

Mas, para ter sucesso com este tipo de introdução na Redação Enem, é preciso se atentar a alguns detalhes. Use frases nominais e curtas para despertar a atenção do leitor e lembre-se que a função desse recurso é apenas contextualizar o acontecimento o tema e não contar uma história.

2. Alusão histórica

Na alusão histórica, você recorta um período histórico, fato ou hábito do passado para usar como comparação ao tempo presente. A finalidade é evidenciar se determinada situação permanece ou não do mesmo jeito, servindo como base para a problematização do tema proposto na redação.

Veja o exemplo a seguir:

Nos anos 80, o Brasil se tornou o país da imigração. Nesta década, também chamada de perdida, registrou-se inúmeros casos de brasileiros que  deixaram o país buscando melhores condições de vida. Já no século XXI, o processo se inverteu: o país recebeu um significativo contingente imigratório, com pessoas vindo de vários países, principalmente latino-americanos.

3. Citação

Outro recurso interessante que serve como introdução na Redação Enem é a citação. Ela consistem em utilizar referências a ideias de outros textos e autores para reforçar seu ponto de vista no texto.

As citações vão dar credibilidade ao texto e mostrar que você tem conhecimento de especialistas no assunto. Mas, é importante que essas informações sejam verídicas e que você esteja seguro disso.

Elas podem ser diretas ou indiretas. A primeira ocorre a citação com as próprias palavras do autor. Um bom exemplo é:

Segundo Foucault, “O panóptico é uma máquina maravilhosa que, a partir dos desejos mais diversos, fabrica efeitos homogêneos de poder”.

Já a segunda — citação indireta —, ocorre quando você expressa com suas próprias palavras o que o autor quis dizer. Por exemplo:

Sakamoto defende a necessidade de uma formação educacional que leve as crianças a desenvolver o bom senso e o senso crítico.

4. Exemplificação

Assim como a citação, a exemplificação requer conhecimento sobre o assunto que será abordado no texto. Ela pode ser desenvolvida por meio de relatos de fatos de conhecimento geral ou de estatísticas.

Para que este recurso enriqueça a redação, você deve citar as fontes dos dados que servem como exemplo. E, mesmo que ao longo da dissertação você questione essas informações, elas devem ser verdadeiras.

5. Definição

Talvez esse seja o modelo de introdução mais comum nas redações do Enem.  Ao começar um texto conceituando um termo, você impõe um tom mais autoritário e isso pode ser bastante positivo na hora de defender seu ponto de vista.

A definição pode ser de vários tipos: histórica, teórica, de dicionário e até mesmo pessoal — baseada em suas experiências de vida e visão de mundo.

Como você pode notar, existem recursos interessantes para deixar a introdução na Redação do Enem de acordo com os critérios exigidos no Edital. O importante é que ela siga as regras básicas para toda redação: seja objetiva, coesa e coerente ao que será exposto e defendido ao longo do texto.

Também vale lembrar que a introdução deve ser curta o suficiente para apresentar os pontos chaves do texto. Sua função é despertar a atenção do leitor para que ele continue a leitura. O tamanho ideal para uma introdução na Redação Enem é de 2 ou 3 frases.

Leave a Reply