Cadeia Alimentar – Ecologia

Ecologia é o estudo das interações dos seres vivos entre si e com o meio o ambiente. Por isso, é um dos assuntos mais cobrados na prova de Ciências da Natureza no Enem.

Neste texto, você irá aprender sobre Cadeia Alimentar, essencial para o estudo da Ecologia. Confira!

Cadeia Alimentar

A cadeira alimentar é um conjunto de organismos inter-relacionados por transferência de matéria e energia em um ecossistema. O conjunto de organismos relacionados pela predação constitui uma cadeia, cuja estrutura é simples, unidirecional e não ramificada.

Exemplo: Capim => Grilo => Sapo => Cobra => Gavião.

Níveis Tróficos

Produtor – São todos os seres autotróficos, isto é, aqueles que produzem o próprio alimento, sendo o os fotossintetizantes o mais citados. São eles que transformam energia luminosa em energia química, sendo assim, os responsáveis pela entrada de energia em um ecossistema.

Consumidor Primário – São todos os seres vivos que se alimentam dos produtores, ou seja, são espécies herbívoras. Milhares de espécies de animais terrestres e aquáticos se adaptaram para consumir vegetais, uma vez que é a maior fonte de alimento do planeta.  Os consumidores primários podem ser desde pequenas larvas até mamíferos enormes, como a a girafa e o elefante.

Consumidor Secundário – São os seres vivos que se alimentam dos herbívoros. Representam o primeiro nível de animais carnívoros na cadeia alimentar.

Consumidor Terciário – São os grandes predadores, como tubarões e leões, que capturam grandes presas, sendo considerados os predadores do topo da cadeia.  Possuem como característica geral, o grande tamanho corporal e menores densidades populacionais.

Decompositores – São os organismos responsáveis pela decomposição da matéria orgânica em um ecossistema, transformando-a novamente em matéria inorgânica disponível no ambiente. São representados pelas bactérias e fungos, sendo o último elo da cadeia alimentar, fechando o ciclo da matéria.

Fluxo de Matéria

Ao longo da cadeia alimentar há uma transferência de energia e matéria orgânica no ecossistema. Essas transferências têm aspectos comuns, uma vez que sempre se realizam dos seres autotróficos para os níveis tróficos superiores (herbívoros carnívoros e decompositores). No entanto, existe uma diferença fundamental: os nutrientes (matéria) são reciclados pelos decompositores, os tornam novamente disponíveis para os seres autótrofos, sob a forma de minerais, fechando o ciclo da matéria.

Fluxo de Energia

Já a energia, que é utilizada por todos os seres vivos para a manutenção da vida, é parcialmente utilizada em cada nível trófico e uma grande parte dela se perde na forma de calor. Por isso, a fonte primordial de energia de um ecossistema são os produtores e, sequencialmente, todos os seres vivos que dependem dessa energia para realizar suas funções vitais.

Apenas uma parte da energia que chega a um determinado nível trófico passa para o seguinte nível trófico (10% da energia é transferida de um nível para outro), geralmente, ocorre restrição do número de níveis tróficos, como regra, a não mais que cinco, pois em determinado nível a energia disponível torna-se insuficiente para permitir a subsistência de qualquer ser vivo.

Portanto, é possível concluir que ocorre uma diminuição de energia com a transferência. Quanto mais afastado do produtor, menos energia terá esse ser vivo.

Questões de Cadeia Alimentar

1- (ENEM- 2014) Os parasitoides (misto de parasitas e predadores) são insetos diminutos que têm hábitos muito peculiares: suas larvas podem se desenvolver dentro do corpo de outros organismos, como mostra a figura. A forma adulta se alimenta de pólen e de açúcares. Em geral, cada parasitoide ataca hospedeiros de determinada espécie e, por isso, esses organismos vêm sendo amplamente usados para o controle biológico de pragas agrícolas.

A forma larval do parasitoide assume qual papel nessa cadeia alimentar?
a) Consumidor primário, pois ataca diretamente uma espécie herbívora.

b) Consumidor secundário, pois se alimenta diretamente dos tecidos da lagarta.

c) Organismo heterótrofo de primeira ordem, pois se alimenta de pólen na fase adulta.

d) Organismo heterótrofo de segunda ordem, pois apresenta o maior nível energético da cadeia.

e) Decompositor, pois se alimenta de tecidos do interior do corpo da lagarta e a leva à morte.

2 – (ENEM-2011) Os personagens da figura estão representando situação hipotética de cadeia alimentar.

A figura representa um exemplo de cadeia alimentar. Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha se alimentado de frutas e grãos que conseguiu coletar.

Na hipótese de, nas próximas cenas, o tigre ser bem-sucedido e, posteriormente, servir de alimento aos abutres, tigre e abutres ocuparão, respectivamente, os níveis tróficos de:

a) produtor e consumidor primário.

b) consumidor primário e consumidor secundário.

c) consumidor secundário e consumidor terciário.

d) consumidor terciário e produtor.

e) consumidor secundário e consumidor primário.

GABARITO: 1 – B 2 – C.

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 16 =