Guia de Redação do Enem: Entenda as 5 Competências

Saiba como é cobrado as 5 competências na Redação do Enem e como elas são avaliadas!

Por
Publicado em 30/08/2019 (atualizado em 15/01/2020)

Para alcançar a nota mil no Enem, o primeiro passo é compreender o que é cobrado em cada competência! Por isso, neste Guia de Redação do Enem, explicaremos pontos imprescindíveis para que você obtenha um bom desempenho na redação e alcance a nota máxima este ano!

Com esse guia você irá entender melhor as 5 competências exigidas e o que é cobrado em cada uma delas, assim como a sua forma de avaliação pela banca de corretores do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pela elaboração da prova.

Entenda as 5 competências

Redação do Enem

Competência I – Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita

Com o passar dos anos, o ENEM mudou a forma de avaliar a Gramática Normativa do estudante entre as competências I e IV. Por isso, é preciso ter atenção especial a cada uma dessas competências, pois elas têm formas diferentes de avaliar o uso dos recursos linguísticos pelo candidato.

A primeira análise da redação é em relação à modalidade da escrita formal. Na competência I, o candidato precisa ter o domínio básico de um texto – e isso inclui a estrutura sintática, convenção escrita e vocabulário.

O que será avaliado?

  • Diferença entre modalidade oral e escrita.
  • Escolha de registro – vocabulário sem marcas de oralidade e figuras de linguagem, como metáforas e expressões emotivas e pessoais.
  • Estrutura sintática – construção de períodos e alinhamento de parágrafos.
  • Convenção escrita – acentuação e ortografia.
  • Gramática Normativa – Pontuação, concordância, paralelismo e regência.

Competência II – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo

No Guia de Redação do Enem, na competência 2 da Matriz de referência que é feita a primeira avaliação discursiva da redação.

Nela, o estudante deve não só compreender a proposta, como interpretar bem os textos motivadores e, sobretudo, obedecer e estruturar o texto conforme o gênero dissertativo-argumentativo.

O que será avaliado?

  • Compreensão da proposta – a capacidade do estudante de ir além do que está nos textos motivadores sem fugir do eixo temático.
  • Discurso impessoal – sem base no senso comum e opinativo.
  • Obediência ao gênero dissertativo-argumentativo.
  • Presença de repertório sócio produtivo e mobilização de outras áreas do conhecimento, como Biologia, Filosofia, História, etc.

Competência III – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

Se na competência II é cobrado do estudante a compreensão do tema, aqui na competência III será avaliado o projeto de texto, tomando por base uma defesa de tese coerente e alinhada a fatos concretos e comprovados.

É aqui também que a organização do repertório sócio produtivo que foi aplicado será cobrada, pois nesta competência avalia-se também os indícios de autoria do estudante.

O que será avaliado?

  • Organização do repertório sócio produtivo – coerência entre a escolha das áreas do conhecimento com os argumentos apresentados.
  • Argumentos baseados em fatos comprovados e concretos.
  • Coerência discursiva – contexto real e sem utopias e especulações.

Competência IV – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

Nesta competência, será avaliado se o estudante detém a capacidade de articular um texto de forma coesa a partir do emprego de elementos linguísticos que têm relações primordiais na estrutura semântica.

Lembrando que a estrutura estética, como alinhamento de parágrafos passou a ser avaliada apenas na competência I na Redação do Enem. Aqui, na competência IV é levado em conta apenas o uso dos recursos linguísticos para a construção coesiva do texto.

O que será avaliado?

  • Períodos interligados por uso de conjunções, conectivos, preposições e outros recursos linguísticos.
  • Vocabulário diversificado e sem repetições de palavras na mesma linha ou em linhas subsequentes.
  • Conectivos introdutórios em cada parágrafo e entre períodos para formar sequência de ideias.

Competência V – Elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural

A conclusão do texto dissertativo de Redação do Enem é diferente dos modelos de muitos vestibulares regionais.

Além da capacidade de levantar uma problemática e desenvolver argumentos sólidos em torno dela, o estudante deve também propor uma solução viável para amenizar ou erradicar o problema apresentado.

Na competência V, a proposta de intervenção deve aparecer de forma detalhada e alinhada ao contexto apresentado pelo estudante.

O que será avaliado?

  • Presença de uma proposta interventiva.
  • Detalhamento da proposta, apresentando o agente, a ação, os meios pelos quais a proposta será desenvolvida e resultados da ação.
  • Respeito aos Direitos Humanos – a proposta não deve ferir princípios de cidadania, igualdade e diversidade.

Veja também: 15 Possíveis Temas de Redação para o Enem 2020

Este Guia de Redação do Enem foi escrito tomando por base a Cartilha do Participante – A Redação do Enem 2019, divulgado pelo MEC (Ministério da Educação) e idealizado pela minha experiência como corretora de redação e a de outros professores e especialistas de cursinhos pré-vestibulares.

Não se esqueça de deixar a sua observação sobre o conteúdo e compartilhar esta experiência com os amigos nas redes sociais! Se tiver alguma dúvida, comente que responderemos o quanto antes!

Comentários

Comente