Fies 2020 – Inscrições, Datas e Resultados

O Financiamento Estudantil oferece a oportunidade de financiar até 100% do seu curso de graduação. Confira os pré-requisitos!

O Fies 2020 é um programa criado pelo Governo Federal por meio do Ministério da Educação. Ele possibilita o financiamento das mensalidades de cursos de graduação em instituições de ensino superior privadas. A intenção é facilitar o acesso de jovens de baixa renda ao ensino superior.

Se você pretende utilizar o Fies no ano que vem e quer mais informações sobre como ele funciona, este artigo é para você. Nele, você vai saber as possíveis datas de inscrição do Fies 2020, suas modalidades, lista de espera e quem pode se inscrever. Não deixe de ler!

Fies 2020: Entenda como funcionaFIES 2020 DATAS

O principal objetivo do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é possibilitar o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior. O financiamento ocorre da seguinte forma: o Governo financia as mensalidades durante o curso e o beneficiário faz o pagamento do auxílio no final da graduação. 

Em 2018, o Fies passou por mudanças significativas. Foram criadas três modalidades de financiamento, sendo a primeira a mais atrativa por não possuir juros. Adiante, você saberá como funciona e a quem se destina cada modalidade. 

Todos os anos, o Fies abre inscrições em cada semestre letivo para candidatos que querem concorrer a um contrato de financiamento. Para participar, é necessário ter feito o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em alguma edição a partir de 2010. Essa obrigatoriedade se deve ao fato de que a nota do Enem é utilizada na seleção. Quanto maior a nota no Enem, mais chances o candidato tem de conseguir o Fies. 

Modalidades do Fies

Como já foi dito, o programa passou por mudanças em 2018 e uma delas foi a criação de três modalidades de financiamento, que são:

  • Modalidade I: trata-se do financiamento sem juros voltado apenas para estudantes comprovadamente carentes. Nesta modalidade, o financiamento é feito direto do Governo para o beneficiário, que deve possuir renda familiar por pessoa de até três salários mínimos mensais. Vale destacar que essa modalidade contempla moradores de todo o país. 
  • Modalidade II: contempla apenas estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Neste caso, o financiamento possui juros e é destinado para candidatos com renda mensal de até cinco salários por pessoa. As vagas são ofertadas com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.
  • Modalidade III: destinado a estudantes com renda per capita de até cinco salários por mês. Esta modalidade contempla estudantes de todo o país e também possui juros. As vagas são ofertadas com recursos do BNDES ― Banco Nacional de Desenvolvimento.

Datas de inscrições

Como foi dito, o Fies realiza seleções duas vezes ao ano. O cronograma de 2020 ainda não foi divulgado, mas de acordo com a edição de 2019, presume-se que as inscrições sejam realizadas em janeiro e fevereiro para a seleção do primeiro semestre; e em julho para a seleção do segundo semestre.

Por falar em inscrições, vale destacar que o candidato passa por uma pré-seleção e só depois pela etapa de seleção em si. A inscrição para a pré-seleção é feita no portal do FiesSeleção. Nesta fase, o estudante tem seu perfil analisado por um agente financeiro que decidirá se ele está apto ou não para ser contemplado. A etapa seguinte é a seleção em si, quando a nota do Enem é utilizado como critério de aprovação. 

Quem pode se inscrever?

Para participar do Fies 2020, é necessário que o candidato atenda a alguns critérios, como ter participado de qualquer edição do Enem a partir de 2010 e ter obtido média de 450 pontos nas provas objetivas e não ter zerado na redação.

Além disso, ele não pode fazer parte das situações abaixo:

  • Já possuir diploma de nível superior;
  • Estar com matrícula trancada;
  • Já ter feito contrato com o Fies anteriormente;
  • Estar inadimplente com o Programa de Crédito Educativo;
  • Possuir bolsa integral do ProUni ou parcial em curso diferente daquele em que se inscreveu;
  • Possuir renda bruta mensal familiar inferior às mensalidades que serão financiadas. 

Lista de Espera e as Vagas Remanescentes

Trata-se de uma lista divulgada junto com a chama única. Nela, estão os candidatos que não foram selecionados e aguardam vagas não preenchidas pelos estudantes pré-selecionados. 

É possível acompanhar a lista de espera no site oficial do Fies. Após a divulgação da chamada única, os candidatos têm cinco dias para fazer o requerimento do financiamento. Por isso, é importante ficar de olho na lista, pois podem sobrar vagas para serem aproveitadas. 

A vagas remanescentes são aquelas que sobram mesmo depois da matrícula dos candidatos selecionados na lista de espera. Para preencher essas vagas, o MEC abre um novo edital de seleção. O curioso é que esse edital contempla graduados e não-graduados, sendo que os não-graduados têm preferência na ordem de inscrição.

Agora que você sabe como funciona e a possível data de inscrição do Fies 2020, aproveite e entenda quem precisa de fiador no Fies!

Comente