Número de acertos e nota do Enem: Veja a expectativa para cada prova!

Veja a relação de número de acertos e nota do Enem esperada para cada prova do exame. Confira!

Acertar muitas questões é sinônimo de um excelente desempenho no Enem ? Você pode achar curioso, mas a resposta é depende. A relação entre os acertos e a nota do Enem leva em consideração um cálculo matemático complexo.

Ele consiste na Teoria da de Resposta ao Item (TRI) que avalia a coerência do candidato. Ou seja, verifica se o estudante teve um desempenho que reflete o nível de conhecimento apresentado durante as provas.

Neste post, explicaremos melhor como funciona esse procedimento para você entender como é importante ter uma boa preparação para o Exame. Confira!

Entenda como são avaliados os acertos e nota do Enem

Veja a expectativa de nota e o número de acertos de cada prova (Foto: Divulgação/MEC)

Pode estar parecendo um pouco confuso o método TRI, não é mesmo? Porém, um bom exemplo vai ajudá-lo a compreendê-lo melhor. Se um candidato acertou mais questões complexas do que as de nível fácil, pode-se afirmar que a performance do aluno é incoerente.

Isso porque não é comum um estudante ter um rendimento superior em questões difíceis em relação às mais simples. Com base nessa premissa, considera-se que o aluno chutou boa parte dos itens que acertou. Essa postura tem uma influência negativa na nota, diminuindo o resultado final.

A prova coerente consiste em que o candidato consegue êxito na maioria das questões fáceis, acerta algumas de nível médio de complexidade e gabarita poucas que têm um elevado grau de dificuldade.

Por causa da análise das provas feitas pelos estudantes, a TRI faz com que a nota final seja bem diferente, mesmo que haja pouca diferença entre o número de acertos de cada estudante.  

À medida que um estudante apresenta coerência no gabarito, o número de acertos e nota do Enem fazem com que ele obtenha um rendimento justo com o que apresentou durante o teste. Assim, ele tem mais chances de superar os candidatos que apresentaram uma performance incoerente.

Escala

Você já tem uma noção de como a TRI é aplicada. Mesmo assim, vale a pena destacar que ela funciona como se fosse uma escala que divide as 45 questões de cada prova, de acordo com o nível de complexidade.

Na prova de Matemática e suas Tecnologias, é analisado como aluno respondeu aos itens, com base no grau de dificuldade. Não faz sentido, por exemplo, um candidato errar um problema simples de regras de três e acertar um que cobrou um grande domínio de geometria analítica.

Caso as respostas não estiverem de acordo com o padrão estabelecido, um candidato pode ter uma nota inferior a outro que teve o mesmo número de acertos. Pode parecer meio inusitado, mas é isso que acontece.

Essa escala obriga o estudante a pensar nos acertos e nota do Enem com muito cuidado. Por isso, a estratégia para fazer as provas ganha ainda mais relevância. É essencial ter um foco nas questões em que a probabilidade de acertos é maior em vez de dedicar mais tempo às mais difíceis.

Veja a comparação

Considerando o número de acertos e o cálculo baseado na TRI, separamos exemplos de performance de candidatos alunos por área de conhecimento, considerando dados do Enem de 2012, fornecidos pelo Inep.   

Matemática e suas Tecnologias

Há casos de alunos que acertaram 10 questões, sendo que a nova teve uma variação de 330 a 450. Nos que acertaram 15, o desempenho foi de 420 a 550 pontos. Quem acertou todas as 45 questões atingiu a nota 953.

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Nessa prova, os estudantes com 10 acertos atingiram notas de 300 a 450. Já os que obtiveram êxito em 15 questões conquistaram um resultado que variou de 400 a 500 pontos. O candidato que gabaritou todos os 45 itens conseguiu a nota 867,2.

Ciências Humanas e suas Tecnologias

Nesta prova, há alunos que acertaram 8 questões e conseguiram somente 270 pontos. Isso ocorre porque a avaliação, com base na TRI, considerou que eles chutaram praticamente todas as questões. Um candidato acertou 24 questões, mas a nota ficou pouca acima dos 500 pontos, em virtude da falta de coerência pedagógica. Os que acertaram todas as 45 questões ficaram com a nota 793,1.

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Como a média de acertos é maior entre os candidatos, os que acertam a metade das questões ficaram com uma nota próxima de 500. Os que fecharam a prova ficaram com 795,5 pontos.

Agora, você já sabe como os acertos e nota do Enem são calculados. O importante é ter foco nos estudos para fazer as questões com coerência e atingir um excelente resultado!

Deixa um comentário