Enem 2019 – Entenda como será a aplicação das provas

As provas do Enem 2019 serão aplicadas em dois domingos consecutivos e os conteúdos são baseados na grade curricular do ensino médio.

Atualmente, Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é considerado a principal porta de entrada para o ensino superior público e privado. Segundo o Ministério da Educação, cerca de 500 instituições já utilizam o Enem em seu processo seletivo, seja para complementar ou substituir totalmente o vestibular convencional.

A edição deste ano já tem data marcada: o Enem 2019 acontece nos dias 03 e 10 de novembro. Para quem já está se preparando para o exame, é importante conhecer como funciona a prova do Enem. Pensando nisso, reunimos um guia explicativo sobre o conteúdo programático, aplicação das provas, método de correção e outras informações relevantes sobre o Enem 2019.

Enem 2019

Enem 2019: como será aplicação da prova

O Enem foi criado em 1998 com o intuito de avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio de escolas públicas e particulares. A abrangência da prova cresceu e, desde 2009, o Enem também passou a ser utilizado como um vestibular. A partir da nota obtida no exame, o estudante pode participar de programas de ensino do governo federal, como o Prouni, Sisu e Fies.

O primeiro passo para quem deseja participar do Enem 2019 é realizar a inscrição. Este ano, o período de inscrições aconteceu de 06 a 17 de maio. Agora, os candidatos precisam ir se preparando para as provas que acontecerão nos dias 03 e 10 de novembro.

Para esta edição, não aconteceram mudanças significativas no funcionamento do exame. Portanto, as provas do Enem 2019 devem seguir o mesmo padrão da edição de 2018, conforme explicaremos a seguir.

Como funcionam as provas do Enem

O Enem 2019 é formado por quatro provas objetivas com 45 questões de múltipla escolha, totalizando 180 questões com cinco alternativas cada. Além das questões objetivas, o exame abrange uma prova de redação dissertativa-argumentativa. O tema da redação é sempre uma surpresa e pode envolver diversos assuntos, como atualidades, política, economia, temas sociais, ambientais etc.

Conforme explicamos anteriormente, o Enem 2019 será aplicado em dois domingos consecutivos. No primeiro dia de exame, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação, Ciências Humanas e suas Tecnologias. Já no segundo dia, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas tecnologias.

Os portões dos locais de prova Enem 2019 serão abertos ao meio dia e fechados pontualmente às 13h, de acordo com o horário de Brasília. No primeiro dia de exame, os estudantes terão cinco horas e trinta minutos para resolver todas as questões, sendo que o período de prova será das 13h30 às 19h. Já no segundo dia, o período de duração será de cinco horas, sendo das 13h30 às 18h30.

Conteúdo do Enem

Um dos assuntos que mais causam dor de cabeça nos participantes do Enem é o conteúdo programático. Afinal, o que cai no Enem? Calma que a gente explica.

As provas são elaboradas de acordo com as Matrizes de Referência estabelecidas pelo MEC. Sendo assim, as provas seguem quatro áreas de conhecimento:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Sociologia e Filosofia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Física, Química e Biologia;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Português, Literatura, Redação, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física, Tecnologias da Informação e Comunicação;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Recomendações para os dias de provas

O Inep, órgão responsável pela realização do Enem, faz uma série de recomendações e exigências para os candidatos no dia do exame. As principais são:

  • Chegue no local de prova com antecedência;
  • Não esqueça seu documento de identificação com foto original;
  • Só é permitido preencher o gabarito com caneta transparente de tinta preta;
  • É permitido levar um lanche (que será vistoriado pelo aplicador) para consumir durante a prova;
  • É proibido entrar na sala de prova com dispositivos eletrônicos ligados, como celular, tablet, calculadora, relógio etc;
  • O candidato poderá guardar seus pertences, incluindo celulares desligados, em um envelope porta-objetos;
  • O participante só poderá deixar a sala de provas após duas horas do início das provas;
  • Para levar o caderno de questões para casa, é preciso sair da sala de provas apenas nos últimos trinta minutos da aplicação.

Correção da prova

A correção do Enem é feita de duas formas diferentes: uma para as questões de múltipla escolha e outra para a redação.

As questões objetivas são avaliadas de acordo com a Teoria de Resposta ao Item (TRI), um método de correção que estipula o peso de cada questão de acordo com o nível de dificuldade e padrão de acertos do participante. Esse método utiliza cálculos complexos para definir a pontuação de cada candidato. Assim, não é possível descobrir a nota apenas com base no gabarito.

Já a redação é corrigida manualmente por dois avaliadores certificados. Cada um deles, avalia o texto de 0 a 200 pontos em cada uma das cinco competências e a nota total de cada avaliador é obtida a partir da soma das pontuações. A nota final do participante corresponderá à média aritmética das notas dos corretores. Se as notas dos dois avaliadores tiverem uma diferença grande, um terceiro corretor irá avaliar o texto.

Agora que você já sabe como será aplicação do Enem 2019, o que acha de compartilhar este artigo com os seus amigos?

Comente